DE TUDO UM POUCO

Homem das cavernas


  

Hoje senti​ uma fraqueza absurda no treino de corrida. Havia percorrido apenas 3k e não aguentava mais, a cabeça estava boa, mas o corpo novamente não respondia.

Avaliando o que estava acontecendo me lembrei que havia retomado a dieta paleo/lowcarb e essa fraqueza fazia parte da cetoadaptção, período que compreende as 4 semanas iniciais.Eu havia deixado de lado a alimentação paleo/lowcarb após o Ironman 2015, quando me rebelei com os treinos, com a rotina e o estresse. Tudo comecei uma semana antes da prova, onde fiz uma super compensação de carbo, comendo tudo que não comia desde final de 2012 quando comecei a “comer limpo”.
Em 2012 eu não havia sentido esse cansasso pois eu estava muito bem treinado fisicamente, dessa forma, provavelmente eu passei ileso por essa fase. Agora está sendo diferente, pois estava totalmente parado.
No final de 2012 quando iniciei eu estava pesando 74kg e em junho de 2013 já havia chego perto dos 70kg, em dezembro havia estava pesando 67kg com 9% de percentual de gordura e estava voando.
Meus melhores tempos de corrida, meia maratona 1h36′, 10k 42′ foram resultado dessa época de treinos e alimentação adequados.
Fiz 2 meio Ironman com essa alimentação e com baixo consumo de carboidrato durante a prova. Na bike u comi batata doce assada, castanhas e mariola. Consumi  2 géis na corrida de cada uma das provas. O resto da alimentação foi natural.
No Iron, como eu estava sem treinar direito devido o nascimento da minha filha e sem fazer os longos de pedal eu resolvi mudar a estratégia para aguentar o tranco, e eu me embaldei nas besteiras e também durante a prova.
Em 2016 eu retomei com foco e determinação. Mas nesse início o bicho tá pegando. 
Mais um treino feito e vamos em frente!
Correr para crer.

Anúncios

2 comentários em “Homem das cavernas

  1. Estou na comida de verdade desde fim de 2014 (quando comecei aos poucos). As corridas todas de 2015 foram desse jeito. E o recorde da meia saiu em jejum. Não sei o %% mas sei que foram uns quilos embora e tudo ficou melhor. Depois que adaptar de novo, o treino vai que vai.

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s