CORRENDO POR AÍ

Yes, livre!


Foto:Dobairrol Surf Artur
Foto:Dobairrol Surf Artur
https://www.facebook.com/dobairrolsports.artur?fref=photo

Após uma semana off empapuçado com o Ironman hoje eu acordei as 6am, troquei as fraldas da minha filha, fiz ela dormir e olhando aquele soninho gostoso eu até pensei em voltar para a cama, mas alguma coisa fez com que eu olhasse para o tênis na sacada e tomasse uma decisão diferente.

Calcei o velho amigo, coloquei o relógio no pulso, apenas para acompanhar a hora que deveria voltar a tempo de tomar banho, café e ir trabalhar ao invés de cuidar distância ou velocidade.

O sol ainda não havia levantando, mas já dava para sentir que o dia iria amanhecer lindo, daqueles que você resposta fundo e agradece por estar vivo, ter uma família linda e um trabalho que você gosta.

Sai trotando meio de lado, meio mancando como se meus joelhos não estivessem encaixados, até senti um certo desconforto nos primeiros 300m. Eu iria fazer o velho roteiro de treino, mas na hora certa eu peguei o rumo da praia e fui apreciar o nascer do sol.

A maré estava secando e a areia meio fofa não me impediu de curtir um belo passeio. Trotei bem devagar, sem compromisso olhando o mar, imaginando um surf nas ondinhas perfeitas de meio metrinho nos Ingleses, mas a praia está fechada para o surf no momento, é época da pesca da tainha, tradição no local. Para quem não sabe durante a pesca da tainha algumas praias de SC ficam fechadas para o surf para que os pescadores possam jogar suas redes, controvérsias a parte faz parte da cultura local.

Os barcos estava posicionados a beira do mar, caprichosamente posando para uma fotografia. Um quadro certamente sairia das mão de algum pintor se estivesse observando aquela paisagem.

No meu “passeio” consegui me reencontrar com a corrida, sentir prazer em trotar e observar o que estava ao meu redor, algo que não fazia há muito tempo. Desde que comecei na busca incessante de baixar tempo em provas a corrida havia deixado de ser prazeirosa, havia se tornado obrigação calculada e medida. Ah a distância e o tempo não importam!

Hoje corri feliz e acho que é isso que eu quero, correr quanto, onde e quando der vontade…

Correr para crer, na busca da essência…

Anúncios

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s