TREINANDO

O primeiro tombo a gente nunca esquece


queda de bike

Sim, se cairmos devemos nos levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Também vale para quando a queda é real, o famoso tombo, pialo, buleu, ir ao chão etc.

Semana passada eu andei meio resfriado, ainda estou sentindo um pouco, mas já estou melhor. Consegui fazer a maioria dos treinos, alguns fiz meia boca, outros um pouco melhor.

Sabadão fui para Jurerê para o treino com a galera. Como eu estava resfriado, optei por não nadar, apenas faria o longo de pedal 80k no velho conhecido percurso da SC401 no norte da ilha de Florianópolis.

O vento nordeste estava de médio a forte, era dia de fazer força.

Na segunda volta, quando eu estava com uns 30km precisei desviar de um senhor que vinha na contra-mão em uma barra forte com uma caixa de madeira no bagageiro.

Na pseudo ciclo-faixa que fizeram na SC401 tem aquelas “tartarugas” que divide a pista para ciclistas e pedestres e elas forma o acostamento no trecho em questão.

Consegui reduzir a velocidade e mudar de faixa cruzando bem no meio das “tartarugas”, mas o que eu não esperava era que “no meio do caminho havia uma pedra, havia uma pedra no meio do caminho” e quando bati na pedra a roda da frente derrapou e a única coisa que deu tempo de pensar foi para rolar para o acostamento e tentar não parar no meio da pista de rolagem dos carros.

Depois do barulho, do clack, cleck e boom eu me vi estendido na ciclo-faixa e aos poucos o susto foi passando e era hora de verificar o saldo. Nada quebrado, já deu para comemorar, alguns arranhados, hematomas, uma luva salvadora rasgada, jaqueta de ciclismo rasgada, o passador de marchas quebrado e o guidão torto.

Fiquei feliz que foi apenas isso que estragou, pois eu poderia ter me quebrado, se tivesse em um pelotão teria embolado uma raça e poderia ter sido pior.

Duas lições que eu reforço:

Nunca andar sem equipamento de segurança, se não fosse a luva, capacete e jaqueta eu estaria do machucado.

Por mais experiência e destreza que temos, devemos sempre estar atentos a tudo que se passa ao nosso redor e principalmente se antecipar aos outros.

PS: Cuidado com as pedras…

Correr para crer!

Anúncios

2 comentários em “O primeiro tombo a gente nunca esquece

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s