DE TUDO UM POUCO

London baby


Big Ben
Big Ben

London era o meu passeio como a Karina falava. Eu escolhi o destino e também o roteiro do que fazer lá. Alguma coisa me levava a Londres, além de conhecer o British Museum e Natural History Museum eu precisava andar nas ruas londrinas, ouvir as badaladas do Big Ben marcando as horas e entrar na Tower of London.

O que sempre da certo em qualquer lugar do mundo é comprar um ticket de sigthseeing tour e rodar toda a cidade e depois retornar aos pontos que mais gostou, descer e depois novamente seguir caminho. Eu comprei casualmente por 48hs numa promoção e foi ótimo pois com isso me salvei da greve do metro de Londres que ficou 48hs de paralisação bem durante a minha estada na cidade. Algumas linhas funcionavam com restrições, mas a maioria estava fechada o que complicou um pouco o deslocamento.

Embora o contratempo da greve do metro e de ficarmos presos em uma estação fechada por pegar o trem errado em Chalk Farm no norte da cidade foi tudo bem.

Fizemos todos os pontos turísticos, atravessamos a cidade caminhando por dois dias, pois a falta do metro entupiu o trânsito de carros e os ônibus ficaram lotados, fazendo com que muita gente caminhasse e foi o que fizemos. Caminhamos por dois dias e vivemos a cidade, com sua magia e com seus problemas como qualquer cidade grande. Londres é enorme, é uma capital cosmopolita.

Gostamos das atrações, mas da cidade em si não muito. Tanto eu como a Karina não simpatizamos muito com London, apesar de termos ficado apenas 4 dias, mesmo assim, foi suficiente para ter essa impressão.

Acho que o impacto de uma grande capital mundial foi enorme, tudo me lembrou São Paulo, óbvio guardadas as devidas proporções. Tive a impressão de uma cidade suja, movimentada e que cada um vive no seu quadrado, seja no metrô, nas ruas ou em uma mesa de pub. Achei os londrinos pessoas fechadas e de cara amarrada e quando alguém estava sorrindo era de outro país. Lá se perdeu um pouco da identidade, pois também tem gente do mundo inteiro, os indianos devem ser a maioria com certeza.

Desmistificação da pontualidade Britânica: Os trens, ônibus e metrôs atrasavam sempre.

Fizemos uma caminhada no Hyde Park que é muito legal, ótimo para correr e pedalar. Com os dias apertados para conhecer tudo me segurei e não corri, apenas curti a cidade como turista.

DSC01925

Havia alguns running tours pela cidade que devia ser legal, passei por alguns durante os dias que fiquei por lá e sempre havia alguém correndo na cidade.

Embora eu esperasse muito mais de Londres e tivesse uma expectativa de Uau, queria morar aqui, valeu a visita e ver com os meus próprios olhos o que sempre vi pela TV. London, bye bye baby!

DSC02345

Correr para crer, no mundo!

Anúncios

Um comentário em “London baby

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s