DE TUDO UM POUCO

Longas horas


foto longo bike

Quando eu retornei aos treinos no início deste eu pedi que o day off fosse no domingo, um dia para descansar e poder fazer outras coisas em casa, com a família etc. É o dia que realmente eu descanso de tudo, embora as vezes tenha vontade de acompanhar a galera que faz o longo de bike no domingo, eu fico de boa.

O sábado então acumulou a transição e o longo de bike e tenho feitos uns treinos bem fortes nos últimos 3 finais de semana. Já escrevi em outros post sobre treinos de luxo e treinos de qualidade.

Meu final de semana estava repleto de atividades, entre as quais além do treino, um jantar na casa do sogro na sexta, sábado um casamento e domingo encontrar um casal de amigos que veio de Porto Alegre passar o final de semana em Floripa, o Renato e Jania.

Na sexta-feira voltei cedo para casa e deixei tudo preparado, bike, alimentação, hidratação, roupas e todo o resto da parafernalha que um dia de treino de transição exige.

Madruguei as 5:30 e as 6:20 já me deslocava para a área de treino para encarar a natação. Perto da minha casa o sol nascia, mas chegando em Jurerê a chuva já apresentava uma garoa fina. Havia mais três madrugadores que na esperança de um mar mais calmo também estavam lá, mas nada feito, mar virado, ondas, vento e tudo que a “batedeira” de Jurerê tem nos proporcionado nos últimos tempos.

A cada duas braçadas um jacaré ou uma onda que te pegava de lado e assim no sobe e desce fiz os 2000m em 45 minutos. Eu só me concentrava para não marear com o sacode das ondas.

Minha bike estava no carro esperando para entrar em ação, montei as rodas de competição que eu iria testar no pedal, arrumei a hidratação, rango e toquei para a SC401 para fazer 100km.

No percurso peguei muito vento, muita chuva e no final o sol veio e castigou. As rodas de carbono foram testadas e aprovadas (Valeu Xandre Rango pelo negócio), muito mais fácil de manter a velocidade e ela roda muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito mais do que as rodas de treino. Nem o vento e a chuva atrapalharam e fiz os 100km com 29,2 km/h de média, o que me garante um pedal no dia da prova com tempo bom de no mínimo 31km/h o que é a minha meta.

Larguei a bike após 3:27′ e fui correr 7k sem nenhuma dor ou desgaste, era isso que precisava, sentir no corpo o resultado da dedicação aos treinos, 34 minutos cravados. Durante a corrida ainda encontrei o Renato e Jania que citei acima, eles estavam passeando de carro e me encontraram correndo, conversamos por uns 500m e marcamos de nos ver no outro dia.

Ao final dessas longas horas eu me senti super bem, tanto fisicamente considerando alimentação e hidratação, tanto quanto do lado psicológico, pois terminei o treino inteiro e feliz.

Mandei um mergulho no mar para dar um upgrade na musculatura e fui embora me preparar para viajar. O resultado é que me sinto preparado para o nadapedalacorre do Dash113.

Correr para crer, ready to go!

Anúncios

4 comentários em “Longas horas

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s