CORRENDO POR AÍ

Corrida coletiva?


De certa forma a corrida é um esporte individual, visto que você corre sozinho. Algumas pessoas correm mais rápido, outras mais lentas, mas dependem apenas de suas passadas para ir adiante. Mas correr pode ser um esporte coletivo? Sim, eis minha resposta a seguir.

Neste final de semana resolvi participar de uma prova, desde início de agosto não curtia a vibe de uma corrida, sentir aquela energia de pessoas que estão no mesmo astral e felizes não tem preço ou comparação.

A corrida também era especial, pois era a Corrida Pela Paz da ONG No Drogas. Um domingo que além de correr você também ajudaria os centros apoiados pela ONG no tratamento de dependentes químicos, unir o útil ao agradável literalmente. Foi a minha segunda participação nessa prova.

Encontrei vários amigos, além da galera da assessoria finalmente conheci pessoalmente o Guilherme (@corrervivia), confrade blogueiro do http://www.corrervicia.com/ e a Helena (@correndodebem) do http://correndodebemcomavida.blogspot.com.br/, além do Estrupício Radioativo do Enio (@eaug) http://radioativos.blogspot.com.br.

A corrida foi super tranquila e como eu estou retornando da lesão fui apenas passear e ver os amigos. Na largada saí ao lado do Guilherme, mas logo nos perdemos na muvuca e segui em frente num trotão faceiro, curtindo o ambiente num ritmo bem tranquilo.

Alguns metros a frente encontrei o Gui Albani e o Vitinho, dei um abraço neles e segui, onde encontrei o Gu, trocamos umas palavras e novamente fui adiante e contrei o casal 20 Maria Fernanda e Mario e fui com eles até o final.

A Maria Fernanda estava concentrada na prova curtindo um sozinho e eu e o Mario fomos conversando sobre vários assuntos, rindo e acompanhando o ritmo que ela estava impondo, hora mais forte, hora mais ligth. Chegamos juntos, cruzamos a linha de chegada lado a lado.

Essa foi a primeira prova que corri sem buscar tempo, sem competir comigo mesmo, sem pensar em chegar rápido, sem olhar para o relógio contando os kms e o ritmo que eu estava rodando, simplesmente trotei feliz por não sentir nenhuma dor e essa foi a maior vitória.

Foi hoje que percebi que a corrida é coletiva, ela nos uni e nos traz paz!

Anúncios

8 comentários em “Corrida coletiva?

  1. Fala Diego!
    Foi um prazer te conhecer finalmente! E mais legal ainda ver que estas te recuperando bem…..

    Aquele foguetório surpresa foi engraçado….mal dava pra perceber que aquilo era o sinal de largada!!!! hehehe

    Um Abração e espero nos encontrarmos mais vezes!!!

    Bons treinos

    Curtir

  2. Grande Diego!
    O dia ontem estava incrível. A prova foi perfeita para receber tantos amigos. Acredito que todos sentiram esta energia e puderam curtir a prova ao máximo. Fico feliz que estejas se recuperando bem. Logo mais esta vida de #nadapedalacorre volta ao normal. Valeu pela menção aí no post.
    Um abraço e bons kms!!
    Helena

    Curtir

  3. Coisa bem boa encontrar dezenas de amigos e correr sem preocupação com recordes. Foi muito massa. É legal bater recorde, mas também é legal correr e ajudar os outros, ou só curtir a paisagem. Apesar de correr direto na Beira Mar, ontem estava muito bonito o dia. Talvez porque eu estivesse mais devagar, reparei mais. Baita dia.

    Curtir

  4. Salve Diego.
    Esse ano também tive a oportunidade de correr assim tambem, sem me preocupar em nada além de curtir a corrida. Por causa de uma lesão.
    E tem o seu lado positivo, fui gostoso ver a corrida por outra perspectiva que também diverte. Parabéns e melhoras!

    Curtir

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s