CORRIDA CULTURAL

Esperando…


O Ultraje a Rigor tem uma música que começa mais ou menos assim: “Passei o mês o inteiro, esperando o dia da festa chegar…”. Creio que passamos muito tempo na vida esperando algo, alguém, alguma coisa ou alguma data. As vezes nós mesmos marcamos essa data e passamos a contar os dias como por exemplo para aquela prova alvo que treinamos durante meses.

Quando criança eu lembro de ficar esperando as datas comemorativas para ganhar um presente, como na páscoa, no dia das crianças, no dia do meu aniversário e por fim no natal. Eu ainda tive o azar de nascer em dezembro, então tinha que escolher bem ou o presente de aniversário ou de natal.

Na época do colegial eu também lembro de esperar ansioso as datas das provas para depois poder comemorar as tão sonhadas férias de julho e depois as férias de final de ano, oh época boa em que a gente só se preocupava em estudar e passar de ano sem recuperação é claro.

Nunca na história desse país, digo da minha vida, fiquei esperando tanto por uma data especial, no caso o dia 16/12. Dessa vez eu mais do que nunca contei os dias, suspirei todas as manhãs sonhando com o tão esperado momento. Nos últimos dias eu andava num mau humor que nem eu me aguentava e passava os dias pedindo desculpas para as pessoas que me cercavam.

Foi engraçado um dia destes que em uma reunião com o cliente a pessoa me falou que estava super estressada, cansada, com mau humor e sem paciência. Logo me enxerguei e ela disse rindo que achava que estava com Síndrome de Bournout e dai não resisti e fui pesquisar.

A Síndrome de Burnout é uma doença psicológica caracterizada pela manifestação inconsciente do esgotamento emocional. Tal esgotamento ocorre por causa de grandes esforços realizados no trabalho que fazem com que o profissional fique mais agressivo, irritado, desinteressado, desmotivado, frustrado, depressivo, angustiado e que se avalia negativamente.

Após ler e darmos umas risadas chegamos a conclusão que não era para tanto, mas estava próximo. Além do trampo o treinamento intenso de corrida nesse último semestre contribuíram para as minhas baterias terem acabado, até comentei isso em um outro post chamado “Onde está o carregador?”.

Bom, eis que achei o carregador e hoje ao invés de passar uma dica cultural eu é que irei fazê-la. Irei sair, irei beber uma cerveja bem gelada, irei a praia e tenho 3 livros para ler nos próximos 20 dias…é, ela chegou, minhas férias me esperam e não eu que fico esperando!

Imagem reprodução.

Referência: http://www.brasilescola.com/psicologia/sindrome-burnout.htm

Anúncios

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s