CORRENDO POR AÍ

Caça ao coelho


Na música um marcador de tempo e compasso chamamos de metrônomo, estes equipamentos foram e são muito utilizados, mas é trambolho, atualmente deve ser peça de museu, de colecionadores ou de músicos mais conservadores. Hoje em dia são utilizados equipamentos digitais ou online como já encontrei na internet.

Na corrida quando utilizamos alguém para nos ajudar a manter o ritmo ou atingir um objetivo, chamamos de marcadores de ritmo, pacers ou “coelhos” e a história de hoje é sobre isso!

Minha estreia em meia maratona estava marcada para setembro, mas a prova foi adiada em virtude das chuvas e depois que eu escutei o podcast da Contra-Relógio informando que haveria um “serviço de grátis”, digamos, diferenciado optei por correr a Meia Maratona Cidade de Pomerode, que é considerada a cidade mais alemã do Brasil, situada no norte do estado de Santa Catarina no vale do Itajaí.

Durante a semana havia combinado de conhecer o Luciano, um parceiro do twitter que acompanha o blog e que sempre troca algumas ideias, além de encontrar o Sérgio Rocha e o André Savazoni da revista Contra-Relógio, os “coelhinhos”da CR. Aproveitei o encontro e fiz uma assinatura da revista e espero ganhar a viagem para a Meia de Buenos Aires/2012. 🙂

A prova estava muito bem organizada, retirada dos kits, jantar de massas e também havia uma feirinha com equipamentos de corrida além de música típica alemã e óbvio, chopp gelado. O clima ajudou bastante, pois no sábado choveu e no domingo dia da prova o clima estava super agradável.

Nossa meta, minha e do Luciano que também estreava na distância era um sub2h. Encontramos o Sérgio (sub2h – pace 5:40) e o André (sub1:45 – pace 4:55) discretamente vestidos com umas camisetas amarelas com o tempo e o pace que eles iriam puxar na prova.

Reunida a galera, é dada a largada e fomos acompanhando o nosso coelho Sérgio num pace bacana de 6:00 m/km e progressivamente fomos aumentando durante a prova. O percurso foi na rodovia que liga Pomerode a Blumenau e havia várias subidas e descidas, mas o ritmo foi sempre constante, além de um chopp geladinho oferecido no km14.

O nosso coelho (Sérgio) era demais, uma figuraça que animou a manhã e fez com que a corrida fosse muito fácil. O nosso grupo era grande, parecia um pelotão queniano que vemos nas maratonas e a cada km mais gente se juntava ao grupo e me fez perceber que o mais bacana de correr com alguém puxando o ritmo é o clima de total descontração, não deixando de lado a parte séria da brincadeira que era correr os 21k sub2h.

No km 18 eu me desgarrei do grupo, estava sobrando perna e queria fazer um sub1:55 e por 12 segundo quase deu. Fui ouvindo o incentivo da galera do grupo e para trás fui deixando aquele clima de alegria para apenas escutar minha respiração e acompanhar o progresso no GPS e fui aumentando o ritmo que passou de 5:30 m/km, para 5:17 no 18k, 5:03 no 19k, 5:08 no 20k que tinha uma subida e no sprint final 4:59 fechando os 21k em 1:55:12.

Final de prova é fantástico, dá aquela sensação de missão cumprida e chegar já é uma vitória, mas chegar alcançando o objetivo estabelecido é melhor ainda.

http://connect.garmin.com:80/activity/embed/125413135

Agradecimentos e saudações

Obrigado a Karina por me aguentar treinando todo esse tempo e fazer a parceria na prova! 🙂

Treinador Dido e equipe I9 pelos treinos e planilhas e a parceria da Cidinha e do Airton na prova.

Valeu Giordano (@giordanoat), Anderson (@_JungleMan_) e Rodrigo (@rodsmar) pelas dicas de estratégia de prova.

Agradecimento especial ao Sérgio (@Sergio_CR) e ao André (@andre_savazoni) por ajudarem os pangarés a concluir a prova com o tempo alvo almejado.

Um abraço para o Pinguim fotógrafo corredor (@ultrapinguim) que estava lá também!

Um forte abraço para o Luciano (@lpellissari) que também estreou comigo e que chegou logo em seguinda com tempo de 1:55:56 aproximadamente.

O negócio é o seguinte…correr é cachaça então agora é rumo aos sub 1:45h na meia no dia 04/12 e maratona em 2012!!!!!!!!!!!!!!

Música em homenagem aos roqueiros Sérgio e André…pode colocar no podcast – Steve Vai “Now we Run”

Anúncios

15 comentários em “Caça ao coelho

  1. Parabéns pela conquista, sempre quiz fazer uma meia maratona, mas treinar pra isso que é bom… nada ainda… Mas eu chego lá, tô me animando com tuas histórias.

    Curtir

Obrigado pela visita e participem comentando no blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s